Notas de Fragapatti 21:4-7

4. Para os corpóreos eu dou olhos corpóreos e ouvidos corpóreos, para que eles possam alcançar a sabedoria na terra; mas para alguns eu dou su’is, para que eles possam ver e ouvir coisas espiritualmente.

5. Para os espíritos dos mortais que morrem na infância, eu dou olhos espirituais e ouvidos espirituais; mas sem cultivar eles não ouvem coisas corpóreas, nem veem coisas corpóreas. Mas para aqueles espíritos que cumpriram uma vida terrena, eu os criei para ver e ouvir depois da morte, os assuntos de ambos os mundos.

6. No entanto, há muitos espíritos no céu que não cumpriram nem uma vida espiritual nem uma vida corpórea, e só podem ver e ouvir um pouco; por esta razão eu ordenei que eles se chamassem drujas, significando, espíritos das trevas.

7. E eu enviei os Deuses e Senhores que Me pertencem, dizendo-lhes: Ide aos espíritos das trevas, pois eles não veem nem ouvem o céu ou a terra, e estão vagando indiferentes até à sua própria nudez.

21:4 – corpóreos = criação terrena, tipicamente se refere às pessoas

21:4 – su’is = clarividência

O versículo 4 diz que nem todo mundo tem a capacidade ou o dom de experimentar su’is. Isso não indica que sem a capacidade ou o dom de experimentar su’is, não é possível compreender coisas espirituais. Desde que alguém tenha olhos espirituais para ver e ouvidos espirituais para entender, quaisquer que sejam seus dons ou talentos, Yehovih fornece um meio para que eles entendam os assuntos necessários que Ele sabe que precisam compreender. O dom de su’is é dado a muias poucas pessoas e nem sempre pode ser equiparado com obter melhor compreensão das Escrituras. Su’is é frequentemente fornecido a um vidente para instruir o povo de Yehovih em assuntos mais profundos do Oahspe, além de fornecer lições e declarações proféticas de seres angelicais.

O versículo 5 (a) nos dá algumas dicas sobre “mortais que morrem na infância” (e nós podemos incluir bebês ainda nascidos e abortados nessa categoria). Yehovih diz que Ele ainda dá a esses espíritos “olhos e ouvidos espirituais”. No entanto, como Ele diz, sem o cultivo do que eles observam e ouvem, eles não podem alcançar um entendimento adequado dos assuntos terrestres. Em casos como esses, seria óbvio que eles não tiveram a oportunidade de aprender sobre tecnologia, certas formas de entretenimento, violência e outras experiências que os humanos veem todos os dias. Por meio da Divina Sabedoria, eu posso assegurar que os bebês que morreram antes ou depois do nascimento, mesmo sem conhecer o ambiente ao seu redor, de fato, conservam as experiências dos pais que lhes deram cuidados amorosos. Eles podem recordar as vozes e rostos de suas mães, pais, avós e irmãos, e os reconhecerão quando eles se reencontrarem no mundo espiritual.

O versículo 5 (b) nos ajuda a entender que aqueles que “cumpriram” sua vida terrena, seus espíritos têm a capacidade (após a morte da casca física) de ouvir e ver “os assuntos dos dois mundos”. O termo “cumprido” neste versículo indica aqueles que eram fiéis em sua missão e viveram uma vida virtuosa de acordo com a Vontade do Grande Espírito. Yehovih diz que estes têm a capacidade de ver e ouvir os assuntos terrenos e os espirituais, depois de passarem do véu para o mundo espiritual. Esses espíritos têm a capacidade de observar atividades na terra e no mundo espiritual. Eles também podem ajudar, se receberem uma designação dos seres celestiais superiores, influenciar e ajudar os humanos em sua missão. Para aqueles espíritos que ainda não possuem algum conhecimento essencial para melhorar seus graus no mundo espiritual, os humanos podem ajudá-los. A maneira pela qual isso é realizado é deixar aberta uma cópia daOahspe, ou convidar (por meio de preparação e oração adequadas) esses espíritos para as reuniões dos Fidelistas, para que eles possam aprender com as lições fornecidas à congregação. O mesmo pode ser conseguido por Fidelistas individuais que leem a Bíblia Oahspe em voz alta. Os espíritos que aprendem podem então compartilhar com outros espíritos, ajudando assim na progressão dos graus.

No versículo 6, vemos um tipo de espírito completamente diferente – que não progrediu (alcançou graus mais altos) seja no mundo físico ou no espiritual. Em outras palavras, como diz a Oahspe, esses “muitos espíritos … não cumpriram uma vida espiritual ou corporal”. Em muitos casos, são indivíduos que se recusaram a agir de acordo com o conhecimento que já possuíam como seres humanos. Por esse motivo, Yehovih “ordenou que fossem chamados drujas”. Este termo indica uma pessoa que está fora da luz ou se recusa a permanecer na luz de Yehovih. Esses indivíduos estão presos em um mundo enlodado e enlameado, onde residem até que um vislumbre de esperança lhes seja oferecido. No entanto, esses drujas também podem causar problemas na terra para aqueles que são como eles.

O versículo 7 é um exemplo do amor do Grande Espírito por toda a creação. Ele ordena que os Senhores e Deuses (seres celestiais superiores) se dirijam aos drujas porque eles estão “vagando indiferentes até mesmo à sua própria nudez”. O termo “nudez” neste versículo indica “falta de conhecimento” – em outras palavras, eles ainda não entenderam por que ainda existem no mundo sombrio em que entraram agora após a morte do corpo físico. (O versículo 11 indica ainda que os drujas têm a capacidade de obter conhecimento adicional).

O Creador faz provisões para os vivos e os mortos, na terra e nos céus (mundos espirituais). O amor de Yehovih é tão grande que nem as trevas o conseguem superar. Até a pessoa mais odiosa pode ser alcançada pelo amor e compaixão de Yehovih.

Teu compartilhamento da Mensagem de Luz não é apenas para os seres humanos vivos, mas também para os espíritos daqueles que passaram além do véu. É importante compreender o significado de sua dupla missão como ser humano, como um Fidelista. Quaisquer que sejam os talentos que você recebeu, qualquer que seja o nível de conhecimento que você recebeu do estudo da Bíblia Oahspe e de outros, independentemente da capacidade de experimentar su’is, você pode compartilhar algo com outras pessoas sobre a esperança do futuro a partir das palavras de Yehovih.

Que Yehovih te abençoe,

Mir Tazar

 

Mensagem ao Remanescente 06/03/2020

Cada pessoa em teu mundo escolheu um caminho para caminhar. Se você está caminhando por uma estrada irregular e sinuosa, agora é a hora de mudar teu caminho para o que é iluminado pela Luz de Yehovih.

Se a estrada que você está percorrendo tem estado muito tortuosa, larga ou apenas um pouco torta, há um caminho melhor pela frente para cada um de vocês. Você foi escolhido pelo Pai de acordo com tua fidelidade e de acordo com tuas necessidades. Ele está plenamente consciente do teu serviço em Seu Nome, e conhece tuas necessidades e te abençoará de acordo.

Ouça a Voz do teu Creador e ele falará com você. Ele conhece o teu nível de compreensão em relação aos planos dEle. Yehovih fornecerá alimento espiritual para você de acordo com o que Ele sabe que você é capaz de receber. À medida que você amadurece em tua fé e conhecimento, Ele gradualmente fornecerá mais a você, mas novamente de acordo com tuas necessidades.

Com o conhecimento recebido do Pai, você pode ter certeza de caminhar no caminho certo que Ele escolheu para você.

Confie em Yehovih e ande no Seu caminho.

(Dado por Metatron em 6 de março de 2020)

 

Umbræ

Pergunta: A palavra Umbræ aparece no Oahspe. Você pode esclarecer essa palavra para a era moderna?

Resposta: Algumas edições da Bíblia de Oahspe contêm uma seção intitulada “Glossário de palavras estranhas usadas neste livro”. Nessa seção, ele fornece uma definição curta para o termo “Umbræ”, que diz: “Grande treva ocasionada pela queda de nebulæ“.

Esta palavra aparece no Livro de Osíris, Filho de Yehovih 6:3

“A todos os nós, onde os falsos Deuses estão envoltos, você deve tomar uma suficiência de umbrae, para que você possa libertá-los. Mas deixe um guarda suficiente com o nó para mantê-los em seus lugares”.

No inglês moderno, o termo “umbra” (plural: umbrae) é definido como uma condição sombria ou escura. O Oxford English Dictionary define o termo como a “região interna totalmente sombreada de uma sombra projetada por um objeto opaco, especialmente a área da Terra ou da Lua que experimenta a fase total de um eclipse”. A mesma fonte diz que, em astronomia, o termo é usado para definir “a parte central escura de uma mancha solar”. Citando este dicionário novamente, ele diz que a origem é do “final do século 16 (denotando um fantasma ou espírito): do latim, literalmente ‘sombra'”.

Depois de entender a definição e a origem do termo, faz mais sentido quando lemos as instruções de Yehovih para Seu filho Osire quando Ele disse: “você deve tomar umbrae”. No contexto, lemos no versículo 1 do mesmo capítulo:

“Envie xerifes para todas as divisões do céu, onde você destruiu os reinos do mal. E teus xerifes prenderão todos os falsos Deuses que você despojou e traga-os aqui, para que eu possa falar com eles face a face”.

Por meio da revelação (através de Mir Tazar), nós somos informados de que os lugares onde esses falsos deuses residiam eram regiões sombrias e escuras. Nas obras de Allan Kardec através da revelação espiritual, há um plano sombrio de existência no mundo espiritual, onde habitam certos espíritos que se recusaram a progredir. Na forma brasileira de kardecismo, expressa através das obras de Chico Xavier, lemos sobre um lugar chamado “umbral”. Este lugar não é necessariamente o que muitos ocidentais acreditam ser “inferno”, mas um lugar de profunda lama e lodo onde os espíritos permanecem até um certo período de tempo. Ele é descrito como um lugar temporário no mundo espiritual.

Um lugar de Sombras Escuras

Sobre esse lugar, Mir Tazar, um ancião sênior Fidelista, disse: “No mundo espiritual, outro termo para o lugar sombrio onde residem as falsas divindades é o Reino das Sombras. Ele consiste em todos aqueles que resistiram ao impulso do espírito da verdade, aqueles que se recusaram a progredir para graus superiores e aqueles que cometeram crimes por toda a sua vida, enquanto estavam no corpo físico ou espiritual. Esses espíritos residem com outros espíritos que são como eles. Os espíritos também são chamados nebulæ – que podem ser interpretados como nuvens escuras ou névoa de nuvens escuras.”

Ele afirmou ainda que “o Reino das Sombras, ou o que alguns chamam de Umbral, é um plano espiritual de existência dentro do reino físico da humanidade. Quando os humanos passam além do véu eles entram em um mundo espiritual específico. Há muitos desses mundos espirituais e planos de existência. Se a pessoa foi gananciosa por toda a vida na Terra, ela será recebida no Reino das Sombras por aqueles espíritos que são como eles. Se em sua existência humana eles eram mesquinhos, eles serão recebidos pelos mesmos quando passarem, e assim por diante. Enquanto na terra, aqueles que não estão vivendo uma vida virtuosa, serão seguidos pelo mesmo tipo de espíritos. Em muitos casos, esses espíritos inferiores se apegam a pessoas que não vivem de acordo com as palavras de Yehovih. São pessoas que, em suas vidas anteriores em um corpo corpóreo, buscavam ganho material, eram obcecadas por coisas desnecessárias da vida e não tinham consideração por prestar um serviço a Yehovih e uma vida benéfica para os outros. Tais espíritos permanecerão em seu mundo de sombras até que chegue um momento em que um bom espírito ou anjo seja enviado para alcançá-los. Eles podem ser erguidos para fora do lodo e, eventualmente, chegar a outro mundo. Essa alma deve ter ouvidos para ouvir, isto é, deve estar disposta a sair dessa lama. Muitas almas existem nesse plano de existência por um período de tempo muito longo.”

“Lembre-se das palavras de Sundar Singh, que teve a capacidade de ver o mundo espiritual, onde os anjos lhe ensinaram certos aspectos dos vários níveis desses mundos. Sadhu Sundar Singh disse que os espíritos revelaram a ele que ‘após a morte, a alma de todo ser humano entrará no mundo dos espíritos, e todos, de acordo com o estágio de seu crescimento espiritual, habitarão com espíritos semelhantes a ele em pensamento e natureza, seja nas trevas ou na luz da glória.”

Sumário

Nós temos aprendido de várias linhas de revelação que a Umbræ é um lugar sombrio de existência no mundo espiritual, onde falsas divindades e almas menos honradas residem entre si.

Pela revelação divina nos é dito que muitos que entram no lugar sombrio ainda têm a oportunidade de serem resgatados se estiverem dispostos a ouvir a verdade que os mensageiros lhes trazem.

Mensagem ao Remanescente 09/02/20

Lembre-se de que você é um filho do Supremo Criador e que Ele te chamou para andar na Luz; Ele convidará alguns de vocês a travar guerra no último dia com a Espada da Luz. Vosso Pai Yehovih dará a cada membro do Remanescente a força necessária nessa guerra justa e para cumprir sua missão no mundo e no futuro.

Cinja vossos lombos para a batalha pela frente. Ande em pureza e força como filho ou filha de Yehovih , o Creador. Permaneça fiel à sua aliança. Invoque o Nome de Yehovih , pois Ele lhe dará força, sabedoria e saúde.

(Dado por Metatron em 9 de fevereiro de 2020)

Mensagem ao Remanescente 8/01/20

A Era Atual de Entendimento começou no sexto dia de janeiro do ano 2020. Com o uso da frase Era Atual de Entendimento, nós estamos nos referindo à era atual em que a verdade está sendo revelada pelo Eterno Creador Yehovih aos Seus Fidelistas. Muitos esclarecimentos estão sendo fornecidos por Yehovih e Seus servos ungidos tanto a pessoas celestiais como terrenas. O Eterno ainda não revelou um prazo específico para quando esta Era terminará.

Durante esta Era, cabe a cada um dos Fidelistas de Yehovih não apenas ler a Oahspe, mas estudar a Bíblia Oahspe com grande diligência e compartilhá-la com outras pessoas. Não é responsabilidade do indivíduo fazer interpretações das passagens e capítulos que ele ou ela está lendo. A interpretação é fornecida pela revelação de Yehovih através de Seus ungidos e forma a base da Tradição Fidelista.

Os Fidelistas de Yehovih não são os mesmos que os Fidelistas da Nova Era ou os Oahspeans da Nova Era que correm de um lado para o outro à procura de conhecimento e criam suas próprias interpretações do Texto Sagrado. Não se misturem com esses, pois eles te desviarão e te farão andar na escuridão. Esses não têm o conhecimento adequado porque não buscam a Vontade de Yehovih, mas a sua própria. A agenda deles está em oposição ao Criador Eterno.

Os Fidelistas de Yehovih andam na Luz de seu Pai Eterno e são guiados nas Escrituras, Tradição e Revelação dadas por Seus santos anjos e outros servos ungidos, tanto celestiais quanto terrestres.

(Dado por Metatron, 8 de janeiro de 2020)

Mensagem ao Remanescente

Ao Remanescente – 7 de Janeiro de 2020

Do Alasca ao Canadá, dos Estados Unidos à América Central e do Sul, da Espanha à Itália, da Grã-Bretanha à França, eu estou dando voltas pelo hemisfério ocidental para observar aqueles que servem a meu Pai Yehovih, o Eterno Creador que me enviou.

Eu farei o mesmo no Oriente, da Terra Santa à Turquia, do Egito ao Iêmen e às muitas cidades ocultas onde os filhos de Yehovih residem em sigilo; eu observarei cada uma delas e relatarei suas atividades e seu progresso em na Luz que até agora lhes foi fornecida.

Aqueles de vocês no Iêmen, eu sei da sua situação, e eu sei daqueles entre vocês que disseram: “Nós nos colocaremos contra as palavras do Pai para trazer destruição aos Filhos da Luz.” Filhos, eles são os filhos da maligna e o espírito de ciúme se levantou dentro deles. Eles não servem Yehovih, mas o falso deus da Arábia. Protejam-se como é necessário. Cada um de vocês e seus filhos estão sob o olhar atento de Yehovih, o Pai Eterno. Não caiam no esquecimento; fortaleçam sua fé e eu andarei ao seu lado. Aqueles de vocês que têm sede trarei a vocês a bebida espiritual de Yoshu, e sua língua ressecada beberá novamente da videira da vida.

Há muitos que progrediram na Luz e isso é motivo de alegria para o meu Pai no céu, enquanto alguns permitiram que atividades mundanas lhes roubassem maiores oportunidades que os esperam nos mundos celestiais.

Estou aqui para ajudar cada um de vocês, independentemente do seu estágio de progressão. Aproveitem essa ajuda agora. O tempo é mais curto do que vocês pensam. Sua alma está faminta pelas palavras do Pai Eterno. Vocês as encontrarão em suas Escrituras, e em particular nas páginas da Oahspe. A Oahspe é a Bíblia do seu tempo, as palavras de Yehovih que unirão as comunidades espirituais em união umas com as outras. Esse é o propósito do Pai para as comunidades, para se unirem como uma só.

Eu visitarei cada um de vocês a tempo, e como o Pai permitir. Ocupem-se com sua missão. Se vocês não sabem qual é a sua missão, estou aqui para ajudá-los no discernimento. Orem por sabedoria e sempre orem para que a vontade de Yehovih seja feita. Eu vou andar ao seu lado.

Não negligenciem as necessidades espirituais de sua alma. Jejuem sob a palavra da Bíblia Oahspe. Criem o hábito diário de ler, estudar e contemplar as palavras de Yehovih. Peçam orientação na compreensão.

Para aqueles de vocês que ficaram ou que ficarão isolados devido a guerras e perseguições, lembrem-se sempre de que não estão sozinhos. Quando olharem a contenda e o assassinato ao seu redor, não permitam que sua fé enfraqueça. A discórdia é obra do homem, não do Pai Eterno. Yehovih nunca muda, e está sempre com vocês.

(Dado por Metatron em 7 de janeiro de 2020)

Maldições de Gerações – O Que São e Como Se Livrar Delas

Postada em 9 de Agosto de 2019 por Mir Garendra

 

Maldições de gerações podem ser uma realidade para muitas pessoas. A Bíblia Oahspe (as Escrituras oficiais da tradição Fidelista) ensina que almas podem continuar permanecendo no plano terreno da existência. Aqueles que possuem parentes falecidos que estavam envolvidos com várias formas de feitiçaria, adoração demoníaca ou outras práticas das trevas, frequentemente permanecem com seus parentes vivos causando muitos problemas, muitas vezes influenciando a saúde do parente (tanto físico como mental). Outros problemas podem incluir finanças, o lar, perseguição ou ódio por outras pessoas, e assim por diante. Tais almas podem influenciar outras que podem por sua vez ocasionar problemas na vida.

É ensinado que espíritos malignos somente afetam aqueles humanos que são semelhantes a eles, isto não é necessariamente o caso com almas/espíritos de humanos. Eles podem e afetam outras pessoas, seja sugando-as espiritualmente e drenando-as tanto emocionalmente como fisicamente, ou atormentando-os com fenômenos espirituais. Fenômenos espirituais podem ser algo como mover objetos numa sala, abrir e fechar ambientes e portas, ligar ou desligar eletroeletrônicos (televisões, aparelhos, etc), tomando um aspecto de uma pessoa ou sombra, para literalmente lançar objetos em suas vítimas ou em paredes e janelas. Tais eventos são muito perturbadores para a maioria das pessoas, fazendo com que alguns experimentem abatimentos mentais.

Para quebrar essas maldições de gerações, uma pessoa deve fazer reparação por tais ancestrais, pedindo a Yehovih pelo perdão deles e transmutando o sofrimento pessoal (sofrimento sacrificial ou de reparação) em prol de tais almas. Quando uma pessoa tem essas maldições de gerações sobre ela, a pessoa é considerada espiritualmente impura, e embora alguém possa orar ao Pai e dar a Ele louvor ou pedir por orientação em certos aspectos, as almas de tais ancestrais que continuam a consumir seus parentes vivos ainda estão ali. Este é o motivo pelo qual a reparação é necessária.

Compartilhar a verdade das Escrituras com tais almas é muito importante. Ler em voz alta as verdades essenciais da Oahspe, ou outras Escrituras relacionadas a como elas podem encontrar libertação das trevas e entrar na Luz do Pai da Grandeza é um dos melhores métodos de assistir na liberação delas de seus apegos terrenos. Orem por elas para que encontrem a luz e sejam atenciosas em vossa leitura em voz alta, mesmo se vocês somente sussurrarem a leitura caso necessário (este último método pode ser necessário se vocês possuírem membros familiares na mesma residência que não compartilham vossas crenças). Antes de fazer isso, peça ao Pai e Seus santos seres celestiais para te cercarem e te protegerem de quaisquer influências do mal ou das trevas. A pessoa deve ser cuidadosa nesta prática de modo a não atiçar a ira de alguns desses parentes falecidos. Gentilmente conduza-os a ouvir as Escrituras ao ler para eles, mas nunca demande qualquer coisa deles. Esta tem sido uma prática dos Fidelistas por um longo tempo e tem sido de ajuda para tais almas realizarem sua partida.

Possa Yehovih abençoar vocês,

Mir Garendra Tarendra

Preparando-se para a Aliança Unida

Estamos nos aproximando do dia em que o Pai envia Seu mensageiro para combinar as várias alianças dentro da Religião da Luz. Mir Mahvar disse recentemente, “O tempo da reunião das várias alianças através do Fidelismo está chegando. Esse tempo está num virar esquina. Vários mundos espirituais e planos de existência estão se preparando, enquanto outros estão prontos agora”.

Em conferência com meu irmão e Mir Mahvar, voltou-se a enfatizar que o objetivo do nosso trabalho atual está relacionado às alianças combinadas, quando a maioria das comunidades espirituais se uniriam, unidas sob uma única aliança. Isso, no entanto, não significa que uma comunidade espiritual perderia sua cultura ou herança. O Fidelismo pode funcionar em quase qualquer cultura, e a Oahspe pode ser adaptada às necessidades dessa cultura. Obviamente, tal adaptação nunca pode ir contra os princípios fundamentais da Oahspe.

Como a maioria dos irmãos da Religião da Luz já sabe, a apresentação da Religião da Luz por uma comunidade é muitas vezes muito diferente em certas áreas do que a de outra comunidade espiritual. Essas diferenças não podem existir na aliança combinada. Todas as comunidades espirituais, independentemente da sua cultura, devem estar unidas em suas crenças. As diferenças que ocorrem, e que são permitidas, estão relacionadas às práticas e à cultura em que a Fé é apresentada, desde que essas práticas não sejam antagônicas em relação aos ensinamentos da Bíblia Oahspe. O sistema de crenças, por outro lado, é um e o mesmo, de acordo com o que está sendo revelado a nós nesta era e fase da existência da humanidade.

Os anciãos e outros que eu designei estão desenvolvendo os documentos fundamentais adequados como um guia para as comunidades espirituais que estarão envolvidas com a aliança unida.

Na “Aliança Unida da Luz” (uma frase usada por Mir Roshka), o texto sagrado principal, ou livro sagrado, é a Oahspe (edição editada por Mir Mahvar). Nessa aliança única, todos os outros textos devem ser considerados como “leitura devocional sagrada que ajuda uma pessoa a continuar caminhando no caminho sagrado, mas deve ser lida à luz da Oahspe” (Mir Mahvar). Se esses textos contradizem a Oahspe de algum modo, a Oahspe tem preferência.

Alguns de vocês já sabem que um remanescente dentro da Religião da Luz vem se desenvolvendo por um certo período de tempo agora. Meu foco é principalmente sobre esse remanescente que mostrou sua fidelidade e submissão às verdades reveladas pelo Pai. Esse remanescente é a minha prioridade, especialmente quando os indivíduos dentro dele se unem em unidade para praticar o Fidelismo, como está sendo revelado pelo Pai e Seus anjos e praticado por diferentes culturas.

Mais informações serão publicadas sobre este assunto nos próximos dias.

Eu oro para que cada um de vocês se prepare para a vinda da Absolvição Universal e que aproveite todas as oportunidades para ser abençoado por este evento histórico.

Que o Creador te abençoe enquanto você continua a andar na Sua luz.

Rish’kahni
17 de Julho de 2017

A Declaração

Eu declaro a Ti, Yehovih, que, daqui em diante, eu não adorarei a ninguém exceto a Ti, Tu Creador Altíssimo, Que é designado por vários nomes pelos mortais, Yehovih, O Grande Espírito, O Todo-Poderoso, O Eterno Pai, o Eu Sou, a Suprema Luz, O Arquiteto do Universo, o Sempre Presente em tudo e também acima de tudo, a quem ninguém pode alcançar jamais.

Eu declaro que de agora em diante eu me afastarei do mal e me esforçarei por fazer o bem, para que eu venha a expiar Contigo, Tu, o Pai Supremo, Vida de toda a vida e Alma de todas as almas, o Qual é a compreensão de todos os seres vivos assim como o sol está para a luz do dia.

Eu prometo me abster do ego e habitar em harmonia com meu irmão e irmã Fidelista, também respeitar a autoridade do Chefe (Rabbah) da Comunidade e a autoridade daqueles a quem ele nomeia.

Eu prometo deixar de lado a língua não caridosa e não perceber o mal em qualquer homem, mulher ou criança, mas apenas as limitações de seu nascimento e ambiente.

Eu prometo manter esta aliança com o melhor da minha habilidade humana, sempre pedindo orientação a Ti e Teu reino angélico justo para mostrar-me compaixão e manter meus pés sobre o Teu caminho de luz.

Em Ti, ó Yehovih, está minha confiança. Amen.

 

 

 

As Doze Virtudes

A primeira virtude é aprender a encontrar Yehovih em todas as coisas, e amá-Lo e glorificá-Lo.

A segunda virtude é a Limpeza; todas as pessoas, velhos e jovens, se banharão uma vez por dia.

A terceira virtude é não comer peixe nem carne, nem outra coisa impura; pois que proveito é banhar a parte externa, se alguém coloca o imundo dentro?

A quarta virtude é a Indústria. Porque o Pai não deu ao homem penas, nem cabelo nem lã; que seja testemunho do Seu mandamento que o homem deve se vestir. Para vestir a si mesmo e prover a si mesmo a comida; assim a indústria é devida a todas as pessoas. Além disso, trabalhar para os desamparados; banhá-los e alimentá-los, e abrigá-los e vesti-los; estas são as indústrias voluntárias permitidas pelo Pai para que você possa provar o valor da tua alma perante Ele. Sem indústria, nenhuma pessoa pode ser virtuosa. (Definição de Indústria neste contexto: Manter-se em constante ação para um resultado rentável. Levantar-se antes do sol e banhar-se e realizar os ritos religiosos no momento em que o sol se levantar, e trabalhar depois disso não severamente, mas agradavelmente até o pôr-do-sol, isso é Indústria. O homem trabalhador acha pouco tempo para as influências do mal).

A quinta virtude é do mesmo tipo, que é o Labor. Não haverá rico entre vocês; mas todos devem trabalhar. Como vocês desenvolvem vossos corpos corporais até a força por um labor razoável, o ato de trabalho desenvolve o espírito do homem para um crescimento proveitoso pela sua habitação no céu. Pois eu vos declaro uma grande verdade, isto é, que os ociosos e os ricos, que não trabalham com o corpo corporal, nascem no céu indefesos como bebês.

 

A sexta virtude, que é maior do que todas as demais, é a Abnegação do próprio ego. Sem Abnegação nenhum humano terá paz de alma, seja na terra ou no céu. Considere o que você faz, não o que se aproveitará a ti mesmo, mas se beneficiará os outros, como se você não fosse um deles. Sem a sexta virtude nenhuma família pode habitar em paz.

A sétima virtude é o Amor. Considere quando você fala se as tuas palavras promoverão o amor; se não, então não fale. E você não terá inimigos todos os dias da tua vida. Mas se você pode dizer justamente algo bom de qualquer homem, não fique em silêncio; este é o segredo para ganhar muitos amados.

A oitava virtude é a Discrição, especialmente em palavras. Considere bem e depois fale. Se todos os homens fizessem isso, ficariam surpresos com a sabedoria dos teus vizinhos. A discrição é um regulador; sem ela, o homem é como um fio emaranhado.

A nona virtude é o Sistema e a Ordem. Um humano fraco, com Sistema e Ordem, faz mais do que um homem forte sem eles.

A décima virtude é Observância. Com a Observância, um humano aceita dos antigos tais coisas como as que foram provadas serem boas, como ritos e cerimônias. Sem Observância, um homem começa de volta mesmo com o mais antigo dos antigos, e assim deixa de lado seu proveito no mundo.

A décima primeira virtude é a Disciplina, a Disciplina para o indivíduo e a família. Aquele que não tem disciplina é como um cavalo de corrida sem cavaleiro. Um tempo para acordar; um tempo para comer; um tempo para orar; um tempo para dançar; um tempo para trabalhar; estes são bons em qualquer humano; mas a família que os pratica em uníssono tem a Disciplina.

A duodécima virtude é semelhante a essa, e é a Obediência. Todos os homens bons e grandes são obedientes. Aquele que evita sua desobediência à disciplina é um tolo e um louco. Maior e melhor é o homem fraco de obediência, do que o homem forte de desafio. Pois um promove a harmonia da família; mas a outra a rompe. Considere estas doze virtudes; são leis suficientes para o mundo inteiro. O homem pode multiplicar livros e leis para sempre, mas eles não farão a família, nem a colônia, nem o estado, feliz, sem a adoção dessas doze virtudes. (Livro do Arco de Bon 11: 7-20)